Lei da acessibilidade


Bidê Eletrônico agora com a evolução da tecnologia ficou muito mais fácil de você cuidar das pessoas que você ama.

 O Bidê é um objeto sanitário, com o formato de um bacia oblonga, para lavagem das partes inferiores do tronco (partes íntimas) assim como os pés, que pode incluir uma pequena ducha, na qual há um misturador para água quente, fria ou ambas que lança, no sentido vertical.
bidê eletrônico exerce a função de um bidê convencional, mas é acoplado a uma bacia sanitária. Ele possui um controle embutido na sua lateral que através de um simples toque é capaz de exercer diversas funções como:
- Lavagem de uso geral, lavagem de uso exclusivo para a higiene feminina, secagem através de ar quente com ajuste de temperatura da água e do assento, sensor de presença, ajuste do posicionamento e da intensidade do janto e massagem através do jato da água.
Seja um bom exemplo, deixe seu banheiro acessível com os nossos produtos. Ligue para  (11) 3032-0074.

As barras de apoio são para atender as necessidades dos usuários e não somente ao cumprimento da lei. Por isso o Meu Banheiro tem rendido elogios por vender produtos da melhor qualidade e de acordo com a norma NBR 9050 da ABNT.

A Barra de apoio para lavatório L51 é especial para deficientes, em aço inóx polido, em aço carbono com epóxi branco e aço inóx escovado – atende todos os requisitos da norma NBR 9050 da ABNT – Especial para banheiro de deficientes.

Todas as barras de apoio utilizadas em sanitários e vestiários devem suportar a resistência a um esforço mínimo de 1,5 KN em qualquer sentido, ter diâmetro entre 3 cm e 4,5 cm, e estar firmemente fixadas em paredes ou divisórias a uma distância mínima destas de 4 cm da face interna da barra.

Para deixar seu banheiro e sua casa mais acessíveis, visite o site http://www.meubanheiro.com.br. O meu Banheiro é especialista em acessórios para banheiro e acessibilidade.

Seja um bom exemplo, deixe seu banheiro acessível com os nossos produtos. Ligue para (11) 3032-0074.

Agora São Caetano conta com dois táxis adaptados para o transporte de pessoas com deficiência. Cada carro adaptado sai por cerca de R$ 100 mil, incluindo o valor do carro. “Para adaptação, gasta-se sempre o valor equivalente ao do veículo”, afirmou o proprietário da empresa, José Eduardo Soares. O carro deve ser o Doblô, da Fiat. “É o único que suporta o peso do equipamento”, disse Soares.

Atualmente existem em torno de 200 motoristas cadastrados pelo poder público, mas apenas a Rádio Táxi Acessível se interessou em investir nos veículos.

A Prefeitura apresentou na semana passada os veículos acessíveis autorizados, que podem transportar parte dos 1.500 deficientes físicos cadastrados na Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida.

A tarifa será a mesma praticada nos táxis da região: bandeirada de R$ 4 e preço por quilômetro na bandeira 1 (das 7h às 18h) de R$ 2,10.

Os táxis transportam pessoas com cadeiras de rodas motorizadas ou manuais, mais dois acompanhantes. O automóvel é adaptado de tal forma que permite o uso por pessoas sem deficiência quando está livre. Para solicitar o veículo adaptado, basta ligar para os telefones 2759-2880, 4221-4808 ou 4224-1653.

Seja um bom exemplo, deixe seu banheiro acessível com os produtos do Meu Banheiro.  Ligue para (11) 3032-0074.

Barra de apoio para lavatório DECA L 51 Aço com Epoxi branco 

Barra de apoio para lavatório L51 especial para deficientes, em aço inóx polido, em aço caborno com epóxi branco e aço inóx escovado – atende todos os requisitos da norma NBR 9050 da ABNT – Especial para banheiro de deficientes.

Na tarde de 20 de julho o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Itabira (CMDPDI) promoveu um debate sobre a escolarização de pessoas com deficiência, no auditório da Funcesi. Sob o tema “Encontro de Informação, Educação é Inclusão”, foram abordados pontos relativos à efetivação dos direitos pessoais e sociais dos deficientes, o exercício da cidadania e os resultados práticos após a mobilização.

A presidente da Apae fez diversas avaliações: “Com 30 anos de luta pela causa, vejo que a inclusão começou agora”, analisou Emídia. Ela ainda afirmou que para que aconteça integralmente a inclusão, deve primeiro haver a acessibilidade. Para ela, não adianta fazer essa inserção sem que haja aparatos para garantir a mobilidade. Emídia defende a importância de o deficiente passar pelo processo de inclusão, mas primeiro precisa ter o direito de ir e vir.  A presidente disse que para ser feliz não basta saber ler e escrever.

Seja um bom exemplo, deixe seu banheiro acessível com os produtos do  Meu Banheiro.  Ligue para (11) 3032-0074.

 Assento Bidet Hyunday HB 3500 Termofixo

Assento Sanitário com ducha higiênica acoplada (sem energia elétrica); Ducha higiênica com moderno acionamento hidráulico. Com um simples e suave toque na alavanca, 2 sistemas de higienização podem ser acionados; .Ducha higiênica geral; .Ducha higiênica suave frontal (feminina). – Pressão da ducha é ajustável; – Seguro e higiênico; – Possui sistema de auto lavagem da ducha; – Sistema de fechamento da tampa e assento suave; – Fácil operação; – Fácil instalação; – Fabricado com moderna tecnologia anti bactéria.

Foi determinado pelo Juízo da 1ª Vara Cível de Itaboraí que a Prefeitura, a Secretaria Municipal de Saúde, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e a Câmara dos Vereadores providenciem, no prazo de um ano, as adaptações necessárias em seus prédios públicos para garantir a acessibilidade e o atendimento prioritário das pessoas com deficiência.

O Ministério Público também solicita que os órgãos do Poder Executivo do Estado em Itaboraí façam as alterações necessárias em seus prédios para garantir a acessibilidade.

O Juiz Daniel da Silva Fonseca afirma em sua decisão que o inquérito civil demonstra “a existência de inúmeras providências tomadas pela Promotoria de Tutela Coletiva desta Comarca na tentativa de equacionar extrajudicialmente as deficiências estruturais dos prédios públicos existentes no Município de Itaboraí com vista à acessibilidadepelas pessoas com deficiência.”

A promotora Karine Susan Oliveira Gomes de Cuesta ressalta a importância da decisão liminar e espera que a mesma determinação seja estendida aos órgãos do Governo do Estado do Rio de Janeiro em Itaboraí.

Informações retiradas do site http://www.jb.com.br/

Seja um bom exemplo, deixe seu banheiro acessível com os produtos do  Meu Banheiro.  Ligue para (11) 3032-0074.

Assento Oval Padrão Transparente Azul em Poliéster

Assento Oval Padrão Transparente Azul em Poliéster Carina para Ideal Standard.

A maioria das cidades brasileiras não tem auto-escolas autorizadas ou preparadas para dar aulas de direção em carros especiais, adaptados para deficientes.

Deficientes físicos que querem dirigir encontram uma dificuldade que vai além das provas e exames necessários para tirar a habilitação. São José dos Campos é a única cidade da região onde há banca examinadora e uma autoescola preparada para receber esses alunos. Quem mora em Jacareí, por exemplo, precisa vir para a cidade vizinha.

Por lei as autoescolas não são obrigadas a ter um carro especial. As empresas alegam que é impossível ter um carro para todos os tipos de deficiência, pois cada limitação vai exigir uma adaptação diferente. Segundo o Detran, é permitido que o deficiente aprenda a dirigir no próprio carro. Neste caso, ele precisa ter o veículo adaptado antes de saber dirigir. “Muitas vezes o carro tem que ser automático, o mais comum da adaptação é o volante, a embreagem, e o freio”, conta o proprietário da autoescola.

Informações retiradas do site deficiente.com.br

Seja um bom exemplo, deixe seu banheiro acessível com os produtos do  Meu banheiro.  Ligue para (11) 3032-0074.

PLACA ADESIVA P.N.E. med: 20 x 20 cm aluminio 

PLACAS DE SINALIZAÇÃO PARA DEFICIENTES FÍSICOS COM FIXAÇÃO POR FITAS DUPLA FACE. EM ALUMÍNIO DE 3,0 mm. PRAZO DE ENTREGA DE 15 DIAS APÓS PEDIDO CONFIRMADO

Em Rio Preto, percebe-se  o não cumprimento da lei de acessibilidade a portadores de deficiência física. Grandes obstáculos são encontrados em três prédios públicos, como : ausência de rampas de acesso,  falta de banheiros adaptados e calçadas destruídas.

Três prédios que representam os pilares da educação, cultura e lazer de Rio Preto não dispõem de mecanismos que garantam às pessoas com deficiência o direito inalienável de entrar e sair.

Na Secretaria de Educação, o problema começa antes de o início da calçada.  Não há rampa próxima à vaga para deficientes.  “Não consigo subir”, disse a vereadora,  ao tentar ir para a calçada pela guia rebaixada.

Seja um bom exemplo, deixe seu banheiro acessível com os produtos do Meu Banheiro. Ligue para (11) 3032-0074.

Assento Sanitário Oval Padrão com avenca e borboleta 

Assento Sanitário Oval Padrão – Poliéster – Para outros tipos de assento ligue na Mil Assentos.

O direito de ir e vir do cidadão deve ser respeitado, a acessibilidade é uma condição básica para a inclusão social das pessoas com deficiências ou que tenham necessidades especiais.

Todos os dias nos deparamos com escadas, elevadores inadequados e portas estreitas, principalmente em construções antigas, além de apertadas vagas no estacionamento. Trata-se de um cenário considerado como normal em uma cidade.

Para alterar essa situação é preciso vontade política, face a providências que precisam ser tomadas nos edifícios utilizados pelas diversas esferas do governo, e uma luta contínua no sentido de alterar essas situações nos variados ambientes privados.

Apesar de tudo, nos últimos anos tem-se notado uma preocupação progressiva com as questões de acessibilidade de pessoas idosas e com deficiência física aos espaços, sejam eles de uso público ou não.

Para garantir o direito de livre acesso ao meio físico e de livre locomoção, reconhecido pela Constituição Federal, falta uma visão mais clara de obrigatoriedade, bem como uma ligação entre a Lei e os já existentes parâmetros estabelecidos pelas normas técnicas deacessibilidade da NBR 9050/1994, feita pela ABNT.

Seja um bom exemplo, deixe seu banheiro acessível com os produtos do Meu Banheiro. Visite a nossa loja na Avenida Pedroso de Morais, 351 Pinheiros, São Paulo ou ligue para (11) 3032-0074.

Assento Convencional Padrão para Ideal Standard Cerejeira Com ferragem Cromada

O Assento Sanitário modelo Convencional Padrão para Ideal Standard é fabricado em madeira laqueada e está disponível nas cores mogno, cerejeira, marfim e tabaco com ferragem cromada e dourada.

Desde de 2004 a lei de acessibilidade está em vigor, mas inda existe muitas dúvidas sobre todas adaptações que precisamos fazer no banheiro, por exemplo, para deixá- lo mais acessível. Preocupado com o bem está dos seus clientes e deixá-los sempre bem informados, a mil assentos disponibiliza em seu site para download a norma NBR 9050 da ABNT completa.

http://www.milassentos.com.br/norma_completa_NBR_9050.html

Vaso Sanitário Elevado com Caixa Acoplada é um produto que deixa muitas pessoas em dúvida sobre sua utilização em banheiros de deficientes. Mas, já existem barras fabricadas especialmente para este produto, permitido que ele seja utilizado em banheiros acessíveis.

Compre seu vaso elevado Handcapped de 45 cm de altura com caixa acoplada no site http://www.milassentos.com.br e aproveite para comprar a barra de apoio especialmente fabricada para este vaso que sobrepõe à caixa acoplada na cota de 75 cm do piso, deixando seu banheiro mais acessível.

Meu Banheiro

www.meubanheiro.com.br

Avenida: Pedroso de Morais, 351, Pinheiros, São Paulo

Telefones: (11) 3032 -0074/3032-8964

Entregamos em todo o território nacional

Este ano os deficientes visuais não terão problemas para “assistir”  aos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro , pois pela  primeira vez, os deficientes visuais poderão ouvir uma narração detalhada dos desfiles dentro do Sambódromo. O serviço é gratuito e estará disponível no domingo (6) e na segunda-feira (7), além do desfile das campeãs (12).

De acordo com a Secretaria Municipal de Turismo, um funcionário descreverá, ao vivo, as alegorias, alas, fantasias, enredos e evolução da escola que está se apresentando. Os deficientes receberão as informações por intermédio de um fone de ouvido. Eles poderão retirar os fones em cabines da prefeitura, instaladas na entrada do setor 13, exclusivo para portadores de deficiência.

Ao todo, 60 fones poderão ser usados por dia. No setor 13, 300 ingressos para pessoas com deficiência já foram disponibilizados pela Riotur (Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro).

O novo sistema é considerado um avanço pela vice-diretora do Instituto Benjamin Constant, Maria da Glória Almeida. Segundo ela, a iniciativa cumpre a lei da acessibilidade.

Próxima Página »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.